As verdades sobre o Narguile


As verdades sobre o Narguile<

O narguile, ou dependendo da região arguile, xixá e etc.…é uma espécie de cachimbo, utilizado para fumar tabaco aromatizado. Algumas pessoas o utilizam para fumar outros compostos, porém foge completamente da ideia e da cultura do mesmo. É bastante comum na região do Oriente Médio, por já estar enraizado nos hábitos da população, porém aqui no Brasil, têm sofrido um certo preconceito, não explicado se for avaliado os índices de doenças respiratórias nos povos árabes, pois não se encontra um índice significativo.

Como funciona?

Narguile Rosh

O funcionamento do narguilé é muito simples, utiliza-se uma cerâmica conhecida como rosh, onde se coloca o fumo e cobre com papel alumínio próprio para essa finalidade, que se diferencia do convencional no quesito rigidez e isenção de substâncias tóxicas. Com o alumínio já esticado com a parte fosca para baixo, é feito a furação apenas na região onde há presença de fumo.

Os carvões são encontrados de vários tipos, sendo o de fibra de coco o mais indicado, pois além de ser natural, traz uma maior durabilidade para a sessão. Eles são colocados acesos por cima do alumínio já esticado e furado.

 

 

Utilização

Ele é bastante utilizado como um meio de socialização, entre amigos e familiares. E ao contrário do que muitos acreditam, o narguilé assim como o charuto, não se traga (hábito de puxar o oxigênio logo após a fumaça), o que reduz drasticamente os efeitos causados ao pulmão.

Uma curiosidade é que a água colocada dentro do vaso/jarro serve para resfriar a fumaça, e deixá-la na temperatura ambiente ou até mesmo mais gelada, caso a água também esteja, e não para filtrar como muitos pensam.

Algo que não ocorre quando o cigarro é utilizado, pois por ter a queima muito próxima à boca, a fumaça tragada tem uma temperatura bem superior ao considerado desejável, podendo acarretar pequenas lesões na mucosa da garganta e esôfago e possíveis danos no futuro.

Essências

E o fumo/essência, será que possui muita química? Vamos lá, ela é composta por folha de tabaco, mel, glicerina (a mesma utilizada na indústria alimentícia) e aromatizantes. Nem sempre têm nicotina, varia do gosto e necessidade de cada um.

Mas mesmo que tenha, a quantidade é bem pequena se comparado com o cigarro: em cada caixinha de 50g (quantidade para preparar em média 3 roshs) tem 0,03g de nicotina, já o cigarro tem de 0,6 a 0,8g por unidade, sem contar as substâncias químicas encontradas. E é bom lembrar que o narguilé é normalmente fumado em grupo, o que divide os efeitos.

O grande diferencial, é a enorme variedade dos sabores de essências para narguile encontradas hoje. É possível encontrar de maracujá, limão, menta, melancia, morango, chocolate, doce de leite, café, kiwi, marguerita, paçoca, pepino… além dos incontáveis “mix” entre todos eles!

Conclusão

Depois de tudo que foi falado, é perceptível que o mercado “narguileiro” está sempre tentando melhorar (carvão e alumínios próprios, essências sem adição de química) a fim de reduzir qualquer e possível efeito não benéfico à saúde. Por outro lado, não se tem visto essa preocupação vindo da indústria do cigarro.

Então a análise é: será mesmo que o narguilé faz tanto mal, quanto dizem?  E por que os malefícios do cigarro não são tão citados? O senso crítico deve ser utilizado em um caso como esse para que as mídias, como TV e jornais não manipulem a verdade!

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Narguil%C3%A9

http://biografiaecuriosidade.blogspot.com/2019/06/narguile-curiosidades.html

https://hookahviews.wixsite.com/hookahviews/single-post/2017/01/06/Qual-o-lado-do-papel-Alum%C3%ADnio


14/08/2019
MENU
x
Whatsapp