Tabacos e suas diferenças


Tabacos e suas diferenças<

O consumo de tabaco hoje vem aumentando cada vez mais, antigamente era muito comum observar este consumo em áreas rurais, porém hoje as áreas urbanas vem possuindo tantos adeptos quanto.

Este consumo vem subindo também pela opção de tentar parar de fumar o cigarro tradicional, muitas pessoas vem encontrado nos tabacos uma forma de parar de fumar, porém fumando algo bem menos prejudicial.

Acredita-se também que pelo ritual ser mais longo, ou seja, por sempre ter que enrolar seu tabaco em uma seda e não ser nada prático, isso faça com a pessoa fume menos.

Um produto muito importante e totalmente vinculado a venda do tabaco estão nos filtros, aqueles semelhantes ao cigarro tradicional que as pessoas compram separadamente para também utilizar e amenizar a potência dos tabacos.

Hoje temos no mercado uma grande variedade de marcas e opções de fumos naturais e orgânicos. Tabaco natural possui sua forma de fabricação, embalagem e colheita das folhas de tabaco de forma natural, mas para ser considerado orgânico não apenas estas formas têm que ser respeitadas, o solo é a grande chave aonde não pode ter recebido nenhum tipo de química como fertilizantes ou agrotóxicos em um período de pelo menos 3 anos.

Temos hoje em dia alguns tabacos naturais que possuem sabor, Dublin por exemplo é um tabaco com menta, Marley o poderoso tabaco da OCB fica em tonéis de rum e mel o deixando mais húmido e com um toque adocicado, este inclusive é um dos tabacos mais vendidos em nossa loja.

Temos também o Kumbaya, tabaco a base de 6 ervas naturais como rosas, calêndula, camomila, salvia, jasmin, menta e com a adição do tabaco ou não.

 

Hoje o tabaco não é apenas visto como um benefício para os seres humanos, ele possui um grande auxílio no controle de pragas, pois deixando as folhas diluindo em água por alguns dias temos um grande inseticida natural para sua horta.

Os tabacos possuem uma nomenclatura especial para mostrar suas diferenças, entre estas temos:

Virgínia

Esta variedade está presente nos melhores produtos. Seu processo de cura leva de quatro a cinco dias em uma estufa com rígido controle de temperatura e umidade.

A cor do tabaco Virgínia varia do amarelo vivo a tons de laranja e mogno.

Burley

O tabaco do tipo Burley passa por um processo de cura mais lento, feito em condições naturais: as plantas são colocadas em suspensão por cerca de 40 dias, até estarem prontas para serem encaminhadas para a produção.

Sua cor pode variar de tons marrons mais claros a mais escuros.

Comum

Segue o mesmo processo de cura do tipo Burley – suas variedades de tons também são similares.

As folhas do tabaco Comum possuem uma espécie de goma que as tornam apropriadas para o processo de fermentação desejado por alguns mercados específicos.

Dark

Após passar por um processo de cura em condições naturais, o tabaco do tipo Dark ganha tons de marrom mais escuros.

Além da cor, a sua grande diferença para as demais variedades está no percentual de nicotina em suas folhas: em média, tem 3,5%, o mais alto entre os tipos cultivados no Brasil.

Maryland

Diferentemente dos demais, o tabaco do tipo Maryland possui folhas de perfil mais fino. Seu processo de cura também é mais longo, feito em condições naturais.

Ao término desta etapa, o tabaco adquire a cor marrom, que pode variar de tons claros para mais escuros.

Fontes:

https://thiagoorganico.com/tabaco-organico/
http://www.souzacruz.com.br/group/sites/SOU_AG6LVH.nsf/vwPagesWebLive/DOAH9G53
https://www.tabacariadamata.com.br/


12/03/2020
MENU
x
Whatsapp