Prato Triton by Komanches (vermelho com tela preta)

R$84,90

em até 10x de R$8,49 sem juros

ou R$76,41 no boleto (-10%)

Os pratos Triton by Komanches são de excelente qualidade e possuem uma tela que auxilia nas cinzas do carvão.

Em estoque

Categoria:

Descrição

O prato Triton by Komanches da Triton foi desenvolvido em parceria com a Komanches, levando a funcionalidade de armazenar as cinzas produzidas durante as sessões sem ter problemas com a limpeza, bem estar e organização do ambiente. Produzido em alumínio e pintura aplicada pelo método de anodização, seus pratos e grades tem alta resistência ao calor, assim, prolongando seu tempo de vida útil.

Origem
O narguilé tem origem no Oriente. Uma das versões da história de sua origem é a de que o narguilé teria sido inventado na Índia do século I pelo médico Hakim Abul Fath como um
método para retirar as impurezas da fumaça. Quando chegou à China, passou a ser utilizado para fumar o ópio, e assim permaneceu até a revolução comunista chinesa, no fim da
década de 1940. Na mão dos árabes, o cachimbo de água foi rapidamente incorporado para ser apreciado em grupo, acompanhado de café e prosa. Existem evidências históricas
de narguilés na Pérsia e na Mesopotâmia. As peças mais primitivas eram feitas com madeira e um coco que fazia o lugar do corpo (o nome origina-se do persa nargileh ou nargila,
que significa “coco”).[5]

Partes
O narguile é formado pelas seguintes peças:

Base (jarro ou vaso): peça central do narguilé; assemelha-se a um vaso. É onde se coloca a água (ou, embora não seja tradicional, com outros líquidos, como áraque, sucos ou essências naturais).
Geralmente, é feita de vidro, metal ou cerâmica; algumas são ornamentadas com desenhos.
Corpo: peça cilíndrica que sustenta o fornilho e conecta-se à base. Na base, projeta um tubo para dentro da água, que conduz a fumaça.
Prato Triton by Komanches: Auxilia na retirada da cinza dos carvões.
Fornilho (rosh, cabeça ou cerâmica): peça de barro ou cerâmica onde coloca-se o tabaco aromatizado (também chamado de essência) e, por cima deste, o carvão em brasa.
Abafador (laminito): Artefato em metal (muitas vezes descartados), geralmente alto para proteger a brasa do vento, evitando o consumo rápido do carvão.
Mangueira (condutor): é por onde se aspira a fumaça. Uma ponta termina numa piteira, e a outra encaixa-se na parte superior do corpo do narguilé (acima da água).
Pode haver mais de uma mangueira para que várias pessoas fumem juntas (porém estes com válvulas especiais, ou do contrário os usuários não poderão “puxar” a fumaça simultaneamente).
Em narguilés usados em locais públicos como bares, frequentemente usa-se uma peça plástica removível na ponta da piteira que pode ser lavada ou descartada a cada uso, ao contrário da mangueira em si,
que não deve nunca ser lavada, pois pode oxidar, criando, assim, partículas de fuligem que atrapalham a aspiração da fumaça.

Informação adicional

Peso 1 kg
Dimensões 20 × 20 × 20 cm